Artigos

Inovar é preciso…

Esta semana os grupos de trabalho da faculdade onde eu estudo foram desafiados com a reportagem de capa da revista Super Interessante sobre a queda da Coca Cola. Tal reportagem cita a opção do mundo por bebidas mais saudáveis, e a reação da Coca, com a nova fórmula, ainda não liberada no Brasil.

Um dia antes de ser apresentado a edição da revista citada acima, o site Infomoney soltou uma reportagem sobre a tendência da PepsiCo de deixar os refrigerantes cada vez mais de lado.

E nesta semana, fomos surpreendidos pela revista playboy, que anunciou que não publicará mais imagens de nudez em suas revistas, pois, segundo o próprio anúncio, com um clique na internet é possível qualquer imagem de sexo.

arilyn

O que as três empresas tem em comum? Em proporções diferentes, todas elas perderam mercado, enfrentam dificuldade em se reestabelecer em alguns segmentos. E todas buscam novas estratégias, e tentam se reinventar nos mercados onde dominam, para não perderam mais espaço do que já perderam.

Sempre que se fala em reinvenção e/ou inovação, Kodak e Olivetti são citadas como empresas que não investiram em novas tendências, acabaram por ficar obsoletas, e se perderam, correndo agora atrás do tempo perdido, assim como a Polaroid.

Por outro lado, quando se fala de reinvenção temos no Brasil o exemplo da Bombril que em pouco mais de 3 anos, mudou o garoto propaganda, buscou a comunicação 360º, e além do público antigo, atingiu novos consumidores, trazendo ainda novos produtos, ainda podemos citar como exemplo de reinvenção a IBM, que saiu de um mercado onde foi referência, mas com o tempo foi perdendo espaço, e migrou para novos mercados, onde graças a sua tradição, qualidade nos produtos, valor agregado, e capacidade de inovação fazendo com que voltasse a ser referência.

20150628_111135

Falar de inovação e não falar da Apple é impossível, porém durante anos o mercado via toda a capacidade de inovação da Apple apenas como um laboratório, haja vista que durante muito tempo não foi capaz de capitalizar as inovações que trouxe ao mercado. E que após a volta de Jobs ao comando, foi colocada uma carga de novos processos, mais disciplinados, além da busca pela excelência, para que a Apple conseguisse capitalizar toda a inovação possível.

Para se inovar, e se reinventar é preciso estar ligado em quatro transformações que acontecem no mundo, a tecnológica, a mercadológicas, que te ajudará a entender o mercado no qual atuará, as demográficas, que servirá para auxiliar a encontrar o público alvo, e os clientes em potencial, e as sócio-culturais, que servem de ajuda para saber a forma de se comunicar com a sociedade moderna.

Portanto, o intuito do texto foi explicar com exemplos atuais a importância da inovação e da reinvenção em empresas que partiram em busca de novos desafios, e em empresas que não inovaram ou reinventaram, e não somente por produtos, mas por processos, mudanças de segmentos, e da forma de interação com o público alvo.

Os novos refrigerantes, mais naturais das companhias.

Os novos refrigerantes, com adoçante natural, das companhias.

Pô, deixa um comentário aqui...