Artigos

É preciso ser grato

Fala galera, beleza?

Eu tinha um texto em mente para esse QSD #32, mas resolvi vir aqui tratar de outro assunto que acho extremamente importante: gratidão.

Quando eu decidi? Hoje pela manhã.
Pra quem não sabe, ontem (05/01) foi meu aniversário. Há 28 anos eu nascia.

Minha mãe diz que sou um presente de Deus. Meu pai, que sou um exemplo. Minha noiva, o futuro melhor marido/pai do mundo. Minha irmã disse que, apesar de eu ter sido uma criança que não deixava ela sair de casa escondido, me ama. Meu irmão, que tem orgulho de mim. Fora tantos outros comentários que recebi em minha timeline no Facebook ontem.

Como não ser grato?

De uns anos pra cá, posso dizer que minha vida tem mudado radicalmente. Todos os anos, na virada deles, sempre penso que “este vai ser o melhor ano da minha vida” e incrivelmente, isso tem acontecido ano após ano. Simplesmente pela decisão que tomei de ser um positivista, uma pessoa que, apesar de todos os desafios, tenta sempre enxergar alguma coisa de bom, como o menino que está atolado no cocô e ri de toda aquela situação, por ao menos “estar quentinho ali”.

Esse cara sou eu.

Esse cara sou eu..

O grande lance da vida, é ser grato ao que o Universo te traz. Na verdade, acredito que ele apenas traz o que pedimos e agradecemos. Momentos não muito bons? Pô, todo mundo tem e digo, mais: d-i-a-r-i-a-m-e-n-t-e. Apesar disso, estamos aqui. Eu tenho meu trabalho e empresas. Você tem sua vida e objetivos. Vamos perder tempo reclamando do que não dá certo? Não, né? Nosso tempo é caro, principalmente porque temos MUITA coisa pra construir.

Por isso, faça sua parte  T O D O S   O S   D I A S.

“Fazer sua parte” significa também agradecer pelo que tem e se esforçar para que consiga tudo o que almeja. Pode não parecer, mas as pessoas ao seu redor sabem o seu valor. Elas sabem o quanto você batalha, trabalha e dá a vida por seus sonhos. Balela? Nada disso. O dia de ontem me mostrou tudo isso. Não somente ontem, mas em vários e vários dias desses meus 28 anos.

 

E se eu puder te deixar com um questionamento final, este seria:

“Já pensou acordar amanhã somente com aquilo que agradeceu no dia de hoje?”

 

 

Pô, deixa um comentário aqui...