Artigos

Trabalhar com o que gosta ou com o que está em alta?

Quero falar sobre um assunto que já causou e ainda causa muita discussão e, com certeza terá muitas pessoas que não concordarão com aquilo que vou escrever, mas sem crise, eu respeito sua opinião e também aceito o seu ponto de vista. Embora para mim não faça sentido.

Fazer o que se gosta ou fazer aquilo que me dá um retorno financeiro? Devo cursar aquilo que eu tenho aptidão ou aquilo que está em alta no mercado?

Quero trazer meu ponto de vista referente a isso e, quem sabe te ajudar um pouco. Pois, eu já tive o desprazer de estudar algo que eu não gostava e trabalhar com algo que eu não gostava. Não visava o desenvolvimento dos meus talentos e aptidões, muito menos minha Felicidade; mas sim o retorno financeiro.

Eu sou totalmente à favor do líder fazer aquilo que ele realmente ama e aquilo que ele realmente sempre sonhou em realizar.

Hoje vivemos em um mundo em que a maioria das pessoas estão insatisfeitas profissionalmente, em um mundo em que as pessoas não têm prazer no que exercem e principalmente em um mundo em que os pais não apoiam os filhos a cursarem/trabalharem com aquilo que querem.

Eu sei, você sabe, todos nós sabemos e isso talvez tenha acontecido com seu amigo, seu vizinho ou bem provável com você mesmo:

Trabalhar com isso?
Estudar isso?
Tá louco?
Mas você vai sobreviver do que?

Acredito piamente que dinheiro não é tudo – embora seja muito importante – mas a realização pessoal não vem por conta disso. Tem gente que tem dinheiro mas, não é realizado. Tem gente que tem dinheiro, mas não é feliz. Tem gente que tem dinheiro, mas vai trabalhar insatisfeito.

Eu tenho para mim que, aquela pessoa que decidiu estudar e trabalhar com o que ama, desde que ela tenha dedicação, disposição, perseverança e uma visão, ela terá um retorno daquilo que ela trabalha.

Por que tem gente que é bem sucedida financeiramente pintando quadro e tem gente que não consegue enriquecer sendo empresário?

Faça avaliação comigo…

Todos nossos referenciais de Líderes e pessoas bem sucedidas que admiramos tem um dos pontos em comum: ELES AMAM O QUE FAZEM!

atitudes-beagle-trabalhe-no-que-gosta

Steve Jobs amava o que fazia, Bill Gates ama o que faz é John Maxwell da mesma forma…

Eu não conheço ninguém de sucesso que ODEIA O QUE FAZ, QUE ESCOLHEU UM CURSO QUE ELE NÃO GOSTAVA, OU QUE ESCOLHEU ALGO VISANDO SOMENTE O DINHEIRO.

Pode até existir, mas eu não conheço nenhum. O problema que eu vejo muitas vezes é a bendita da comparação. As pessoas estão mais interessadas em verificar qual profissional ganha mais do que capacitar-se, desenvolver-se, evoluir-se em ser uma pessoa melhor naquilo que ela tem qualidade.

Todos que me perguntam isso eu respondo: FAÇA O QUE GOSTA! 

Mas estude, rale, dê duro, seja o melhor que você puder ser, persevere… Duvido você não ter retorno financeiro. Talvez não será o retorno financeiro igual o fulano que escolheu outra profissão – é aí que está a bendita comparação – mas será capaz de ser você, ser feliz e realizado.

Pô, deixa um comentário aqui...