Intelectual

7 hábitos que irão forçar a sua mente a parar de se preocupar

Estresse no trabalho, problemas particulares, e às vezes até pensamentos irracionais podem passar pela sua cabeça e interferir a sua habilidade de se concentrar em tarefas simples. Infelizmente não há um botão de “liga/desliga”, porém, há algumas sugestões, citadas por Jayson Demers (CEO da AudienceBloom) que, se transformadas em hábitos, farão com que você liberte a sua mente e foque em coisas mais positivas e produtivas.

 

1 Estabeleça um horário para preocupar-se

Você já sabe que irá se preocupar com algo a maioria dos dias, portanto, ao invés de deixar as preocupações controlarem os seus pensamentos, reserve um tempo para que você possa controlar as suas preocupações, como por exemplo entre 3:00pm e 3:30pm. Dessa forma, você poderá usar o seu tempo da forma mais produtiva possível: trabalhando para encontrar soluções, ao invés de apenas se concentrar nos problemas e seguir o restante do seu dia focado em outras coisas.

 

2 Liste as suas preocupações

A maioria das pessoas acredita que não possuem apenas um problema, porque surge uma dúzia de pensamentos problemáticos separados ou relacionados a ele. Quando isso acontecer, tente escrevê-los em uma lista (e não apenas listá-los em sua cabeça). Isso ajuda a reduzir os seus pensamentos preocupantes de duas maneiras: Primeiro, te força a confrontar e a catalogar suas preocupações, fazendo com que (muitas vezes) se resumam a dois pontos principais e não 20. Em segundo lugar, você terá os seus problemas listados de forma visual e, verá que eles são muito menores quando estão em uma folha de papel, e você vai se sentir melhor sobre tudo o que está enfrentando.

 

3 Mantenha-se ocupado

Este pode até parecer um conselho um pouco óbvio, mas forçar-se a trabalhar em algo enquanto você está preocupado realmente pode fazer as suas preocupações irem embora. A chave aqui é para ocupar a  sua mente e/ou outro sentido (tato, visão, audição e olfato) em alguma tarefa que exija algum nível de foco. Por exemplo, jogar um jogo no celular, assistir um vídeo, escutar uma música, cozinhar, etc. Com a tarefa certa, você entregará a sua mente em questão de segundos para a nova atividade, e suas preocupações vão desaparecer.

 

4 Fale sobre outro assunto com alguém

Fazer isso envolve os componentes emocionais e de linguagem do cérebro, forçando-o a investir na real conversa ao invés da interna que está causando suas preocupações. Contanto que você possa continuar com o papo e mantê-lo interessante por alguns minutos, sua atenção irá provavelmente mudar para o tema da conversa (e não mais às preocupações).

 

5 Medite

Para que a meditação seja eficaz, inicialmente você deve praticá-la em momentos de calma. Sempre que você não esteja preocupado ou distraído, encontre alguns minutos para limpar a sua mente. Não pense em nada, e se você perceber um pensamento entrando na sua cabeça, calmamente reconhecê-lo e deixe-o ir. Este nível de consciência é difícil de alcançar, mesmo em circunstâncias perfeitamente calmas, mas com a prática você será capaz de trazer a calma e meditar mesmo nas situações mais estressantes ou preocupantes.

 

6 Faça atividade física

Acredito que você já saiba ao menos de alguns dos inúmeros benefícios que a prática de atividade física proporciona para o corpo e para a mente. Ao se exercitar, o seu corpo libera uma substância neurotransmissora, como a serotonina e a dopamina, que auxiliam na redução do estresse e ansiedade. Se exercitar pela manhã pode te deixar “mais leve” durante o dia todo, e você também pode utilizar de rápidas caminhadas ou corridas no quarteirão para trazer mais tranquilidade à sua mente.

 

7 Desconecte-se para estar conectado

Nossas comunicações ilimitadas são uma grande fonte de preocupação e ansiedade, você percebendo isso ou não. O bipe constante de mensagens recebidas, chamadas e emails podem perturbar a sua mente. O simples ato de ver as atualizações dos seus amigos do Facebook pode apresentá-lo a notícias negativas, amigos que se queixam e lembretes de eventos que também preocupam. Não deixe que essas formas de comunicação interfiram nos seus pensamentos. Sempre que você puder se dar ao luxo, desconecte-se completamente e aproveite para conectar-se com o que (e quem) te importa.

 

A maioria desses hábitos ganha poder quando você os pratica regularmente como uma tática para ter mais qualidade de vida. Não fique frustrado ou desanimado se você ainda está afetado por preocupações depois de usar uma ou mais das sete sugestões, ao invés disso, tente uma estratégia diferente e trabalhe para ter uma mente mais saudável e livre.

 

Hakuna Matata!

Isso é, viver sem problemas (:

Pô, deixa um comentário aqui...