Intelectual

Erros mais comuns cometidos ao falar/escrever português (Parte 2)

É muito comum nos depararmos com muitos erros de português escritos nas redes sociais. Por muitas vezes bate aquela dúvida referente algumas palavras e até mesmo um branco quando vamos escrever determinado texto.

Sendo assim separei 20 erros de português ou se preferir 20 dicas referente alguns erros que vejo como mais comuns por aqui nas redes sociais.
Meu intuito é clarear sua mente e de certa forma fazer com que não erre mais. Então vamos lá:

11- Em vez de ou ao invés de;

Errado: Ao invés de elaborarmos um relatório, discutimos o assunto em reunião.
Certo: Em vez de elaborarmos um relatório, discutimos o assunto em reunião.
Por quê? Em vez de é usado como substituição. Ao invés de é usado como oposição.
Exemplo: Subimos, ao invés de descer.

“Em vez de você ficar pensando nele…”

12- Faz ou Fazem;

Errado: Fazem dois meses que trabalho nesta empresa.
Certo: Faz dois meses que trabalho nesta empresa.
Por quê? No sentido de tempo decorrido, o verbo “fazer” é impessoal, ou seja, só é usado no singular. Em outros sentidos, concorda com o sujeito.
Exemplo: Eles fizeram um bom trabalho.

13- Ao encontro de ou De encontro a;

Errado: Os diretores estão satisfeitos, porque a atitude do gestor veio de encontro ao que desejavam.
Certo: Os diretores estão satisfeitos, porque a atitude do gestor veio ao encontro do que desejavam.
Por quê? “Ao encontro de” dá ideia de harmonia e “De encontro a” dá ideia de oposição. No exemplo acima, os diretores só podem ficar satisfeitos se a atitude vier ao encontro do que desejam.

14- Senão ou Se não;

Errado: Nada fazia se não reclamar.
Certo: Nada fazia senão reclamar.
Por quê? Senão significa “a não ser”, “caso contrário”. Se não é usado nas orações subordinadas condicionais.
Exemplo: Se não chover, poderemos sair.

15- Onde ou Aonde;

Errado: Aonde coloquei minhas chaves?
Certo: Onde coloquei minhas chaves?
Por quê? Onde se refere a um lugar em que alguém ou alguma coisa está. Indica permanência. Aonde indica movimento. Um lugar em que as pessoas vão.
Exemplo: Ainda não sabemos aonde iremos.

16- Há dois anos ou Há dois anos atrás;

Errado: Há dois anos atrás, iniciei meu mestrado.
Certo: Há duas formas corretas: “Há dois anos, iniciei meu mestrado” ou “Dois anos atrás, iniciei meu mestrado.”
Por quê? É redundante dizer “Há dois anos atrás”.

17- Entre eu e você ou Entre mim e você;

Errado: Não há nada entre eu e você, só amizade.
Certo: Não há nada entre mim e você, só amizade.
Por quê? Eu é pronome pessoal do caso reto e só pode ser usado na função de sujeito, ou seja, antes de um verbo no infinitivo, como no caso: “Não há nada entre eu pagar e você usufruir também.”
Os pronomes “eu” e “tu” não podem ser antecedidos de preposição – no caso, a preposição entre – a não ser quando houver um verbo depois.

18- Fim de semana ou final de semana;

Errado: Bom final de semana!
Certo: Bom fim de semana!
Por quê? Fim é o contrário de início. Final é o contrário de inicial.
Portanto: fim de semana; fim de jogo; parte final.

19- Meio ou Meia;

Errado: Ela estava meia nervosa na reunião.
Certo: Ela estava meio nervosa na reunião.
Por quê? No sentido de “um pouco”, a palavra “meio” é invariável. Como numeral, concorda com o substantivo, como podemos ver no exemplo a seguir.
Exemplo: Ele comeu meia maçã

20 – Com certeza ou concerteza;

A forma de escrita correta é com certeza, escrito separado. Nunca deverá ser escrita uma só palavra, mas sim duas palavras separadas. A palavra concerteza está errada, ela não existe.

Pô, deixa um comentário aqui...