Social

O amor é como um viajante!

O amor é como um viajante, que sem perceber, conquista um território e sem ao menos querer: cativa as pessoas com suas trágicas experiências frustradas. Faz as pessoas envolverem-se nele, porém como um viajante que logo vai partir, consegue deixar algumas pessoas tristes e outras a sorrir. O amor é como um viajante que está só de passagem, chega a cativar até aqueles que possuem pouca idade. É estranho, é inexplicável, será esse tal de viajante um terror, será que realmente ele pode ter algo de valor?

Porque ele não se apega a ninguém, até tenta fazer o bem, porém somente para as pessoas que convém?

Será o amor o pior dos viajantes? Que quando chega faz a razão sair, contradiz algumas coisas e anda por aí procurando pessoas a que possa ferir? Ou será o amor o melhor deles? Que por onde chega faz com que as pessoas possam sorrir, assim sendo, com elas o bem existir?

Será ele um vendedor ambulante? Que vende pequenas muambas de carinho, pequenas tranqueiras de afeto, todavia no final nunca manda a encomenda completa. Será o amor um muambeiro? Que anda pela rua a gritar, esperando alguém a ele queira escutar?

Acredito sim, que o amor é apenas um viajante que de andança em andança, consegue deixar as pessoas ingênuas iguais as crianças! O amor procura um lugar para se acomodar, procura um sorriso e um olhar. O amor procura uma casa para morar.

 

Pô, deixa um comentário aqui...