Social

Ordem Demolay e um conselho para você

Se eu pudesse dar um conselho a jovens entre 12 e 21 anos, seria o de ir em algum sábado a uma cerimônia pública de algum Capítulo DeMolay. Eu rezo para que este jovem se interesse em ingressar, e de fato ingresse dentro de um Capítulo, para que possa viver uma vida DeMolay.

Fazer parte da Ordem DeMolay não é entrar apenas numa escola de líderes, mas sim numa fábrica de irmãos, onde o convívio, desavenças, e o mais importante o amor pelo o que se está fazendo, e pelo crescimento do irmão ao seu lado são as coisas mais importantes, e normais. Chegar no sábado, ajudar na arrumação do templo, separar os candelabros, postar o estandarte nacional, e vestir a capa. Decorar no princípio para posteriormente entender o que falar dentro das reuniões reservadas aos homens de bem.

7852c9f5-0a0c-48db-8a84-7cf4a283e126

Não é apenas uma questão de ajudar, mas de humildade, porque em todas as arrumações você estará ajudando alguém que não sabe, o que ainda não memorizou a ordem de arrumar o templo.
E ali, independente de quando você entra, você cresce, não só de idade, mas também de maturidade, e aí você entende situações, aprende na prática o que é empatia, e o mais importante é coroado com confiança pelo seu irmão, e aprende mais alguma coisa a qual você ainda não sabia dentro do seu capítulo.

Quando a idade de sair, aos 21, chega, você pode sair, ir ganhar o mundo com os ensinamentos e aprendizados, mas pode escolher estar junto dos seus irmãos mais novos, ajudando o crescimento deles, como os outros irmãos mais velhos que passaram antes de você te ensinaram, e aconselharam.

Ser DeMolay não é um status, não é uma virtude, tampouco um cargo, mas um estado de espirito o qual você o levará todos os dias até o final da sua vida, e que os homens de bem, que tiveram a mesma chance que você teve lá atrás, te reconhecerão por essas virtudes.

Obrigado Joana D’Arc.
Obrigado Ordem Demolay.

Pô, deixa um comentário aqui...