Do leitor

Acredite no óbvio

Sabe aquelas frases que você já leu e ouviu em vários lugares? Não estou falando das “Solteiro sim, sozinho nunca”. São mais as do tipo “Faça o bem sem olhar a quem”. Aquelas óbvias que você sabe que seriam super funcionais se praticadas por todos, mas que, na vida real, não são aplicadas.

Nós estamos aqui (no planeta Terra), por alguma razão. Ou não. Com razão ou não, você pode fazer dessa sua experiência uma agradável aventura ou uma merda de vida, cabe a você escolher.

A frase “tudo o que vai, volta”, na prática seria: Você tratou bem o coleguinha, logo, um outro coleguinha vai te tratar bem, mas não, ele te olha com cara de cu, talvez porque teve um dia de merda no trabalho ou simplesmente por ser um cuzão. É, tem bastante cuzão pelo mundo.

Mas o que fazer com os cuzões? Simples, seja gente boa com eles. Com sorte você pode fazer desse cuzão um cara bem-humorado. Caso não consiga, um sorriso (mesmo irônico) vai fazer com que você continue amarradão curtindo sua experiência aqui na Terra sem se tornar o próximo cuzão.

Se existe algo óbvio nessa vida é que ela não deve ser vivida com ódio, rancor ou qualquer um desses sentimentos que são obviamente ruins. Aliás, se você fizer uma listinha de palavras positivas e negativas, garanto que você vai conseguir preencher as lacunas sem ter que pensar muito. Claro que não é simples sair pela rua dando bom dia pras flores, mas nunca subestime o valor de um sorriso no rosto.

Ser otimista não significa fugir dos problemas. Voltando ao tema “dia de merda”, se você pisar na merda de cachorro no caminho pro trabalho, ao invés de ficar puto você pode rir da situação. Tá bom, você não precisa rir, mas você pode limpar a merda no canteiro da avenida e levar o resto do dia numa boa, ou pode virar o cuzão mau-humorado do escritório.

unnamed

Obviamente, tudo que eu disse aqui você já sabia, agora que tal colocar isso em prática?

Pô, deixa um comentário aqui...