Do leitor

O primeiro passo

Olá pessoal! Meu nome é Tamiris, é a primeira vez que apareço por aqui na Quarta sem Dono e quero dividir algumas coisas com vocês.

Sabe aquele velho conselho que diz “não se deve contar nada a ninguém até que se tenha conquistado”?
Eu concordo. Em partes. Afinal quem sou eu para discordar de algo que nossas mães, tias, avós insistem em repetir e que eu mesma já coloquei em prática inúmeras vezes?

Quem nunca esperou ansiosamente algo se concretizar para só então gritar aos 4 ventos? Guardou aquele segredo até que tivesse certeza que nada mais poderia dar errado? Remoeu sozinho cada passo porque tinha que esperar a resposta certa?

segredo

Porque afinal, se você sair contando para as pessoas não vai dar certo. Não vai acontecer. E aí vamos culpar o destino, a inveja alheia, o olho gordo, a chuva que caiu, o time que perdeu…

Eu já fiz isso. Fiz e continuei fazendo.

Fui naquela entrevista que era tudo o que eu queria após um ano de espera, aguardei meses até o RH ligar para depois avisar a todos que eu havia conseguido. Aquela viagem fantástica que eu esperei tanto, mas não abri a boca até estar com as passagens na mão e malas arrumadas.

E nesse exato momento vivo situações num misto de euforia, receio e pressa para que tudo se resolva e eu possa compartilhar com que me importo! (e não… não vou comentar porque ainda não deu certo, RS)

Mas acontece que tudo isso nem sempre é verdadeiro. Todo esse medo de contar, compartilhar, dividir nossas vontades e sonhos não precisa existir.

E a prova que eu tenho disso é o fato de eu estar escrevendo aqui hoje.
Odiava aulas de redação, nunca cogitei uma faculdade de jornalismo e sempre tive uma preguiça absurda de ler livros. Mas, de uns tempos pra cá, uma vontade de escrever e somar experiências vinha crescendo.

E o que eu fiz com essa vontade? NADA.

Fiquei simplesmente alimentando sem dar nenhum passo e sem buscar pessoas para dividir isso… Afinal minha mãe já tinha me aconselhado não é mesmo? Até que uma hora, pessoas certas falam as coisas certas. E é tudo uma questão de quem nos quer bem e tem as mesmas intenções que nós.

friends

Pensamentos sozinhos não saem da nossa cabeça. É preciso colocar pra fora, expor as ideias, explorar as oportunidades e se juntar a quem quer fazer a diferença com você.
Uma inocente conversa e aqui estou eu. Dando o primeiro passo e tendo a honra de dividir isso com vocês.
O mundo é cheio de pessoas de bem e que querem o bem.

Quando se trata de ideias e intenções, a matemática que me desculpe: dividir é multiplicar.

“Aves de mesma plumagem voam juntas.”

Pô, deixa um comentário aqui...