Do leitor

Viva e valorize suas experiências

Você já rejeitou situações pelo fato de não conhecer ou não saber do que se trata?

Se sim, já parou pra pensar que, se você fizer somente aquilo que já conhece, você estará sempre repetindo a mesma coisa? Sabendo como irá começar e terminar. E as novidades? E as surpresas? Os aprendizados, quando aparecem? Vivendo! Afinal, toda experiência é válida, sendo ela boa ou ruim. Se for ruim, você saberá que não vale a pena repetir e aprendeu como não fazer, já se for boa…

Aquele papo da sua mãe de “Como você não gosta? Nem provou…”, acredite, é verdade. Você provou o espinafre. E odiou. Ou amou. Não sei, é você que tem que me dizer, a experiência foi sua.

É muito difícil, pelo menos pra mim, sair aceitando tudo logo de cara. É claro que você avalia se esse “vamo ae!” está dentro do seu círculo de interesse. Mas e se não tiver? Não devo fazer? Sim, deve. Acho que você deve tentar, afinal, só fazendo pra saber se é bom ou ruim.

Por gentileza, não se meta com uma gang, facção ou coisas do tipo. Porque aí é óbvio que no final não dá certo. Não precisa nem tentar. Mas de resto…

A vida, certas vezes, não tem uma fórmula correta, do tipo faça isso e é certeza que será como você quiser (Isso te lembra “Ironic” da Alanis?). Existem tantas variáveis, tantas coisas que podem acontecer no meio do seu suposto caminho perfeito que olha só…VOCÊ NÃO C-O-N-T-R-O-L-A!

Talvez essa seja a graça da vida. Ir tentando, experimentando e principalmente aprendendo. Acredito que a vida não acontece por causa de um objetivo, mas sim pelos caminhos que você percorrerá. Já que comecei a falar de música, você já prestou atenção na letra de “The Climb” da Miley? (Sim, meus caros, a Hanna Montana). Simples e objetiva:

“There’s always gonna be another mountain
I’m always gonna want to make it move
Always gonna be an uphill battle
Sometimes I’m going to have to lose
Ain’t about how fast I get there
Ain’t about what’s waiting on the other side
It’s the climb”

 

Por mais que você pense, “nossa, quanta baboseira”, é a mais pura verdade, uai. A vida é longa e curta demais pra ter um único objeto. A beleza está nas escolhas e nos caminhos que percorremos, nos erros, nos acertos e assim vai. Somos únicos (e maravilhosos por isso), por termos escolhas e aprendizados diferentes, os quais compartilhamos e trocamos essas experiências, e assim vamos caminhando, errando, acertando, aprendendo e evoluindo.

“Well life has a funny way of sneaking up on you
And life has a funny, funny way of helping you out
Helping you out”

Ironic – Alanis Morissette

Pô, deixa um comentário aqui...