Uncategorized

QSD #12 – A importância de não ser importante

Oi, tudo bem? Aqui é o Evandro Pimentel e essa é a segunda vez que tomo conta da Quarta Sem Dono, então acho que agora já temos intimidade para eu falar algumas verdades.

Não sei se você sabe, mas você não tem muita importância para a maior parte das pessoas do mundo. E não estou falando de quem nunca te viu, tem gente que te conhece e não dá a mínima para a sua existência. E elas estão bem com isso – e você também deveria estar.

Sabe aquele amigo do seu amigo que você encontrou uma vez, achou superlegal, mas vocês nunca mais se falaram? Ele provavelmente vai ter que fazer um esforço enorme para lembrar quem você é se cruzar com a sua foto no Facebook. Sabe aquele colega da faculdade que era tudo na sua vida e que agora você não sabe nem se casou, se teve filhos, se mora no Brasil ou no Iémen? Ele também não está mais nem aí para você.

Estranho encarar as coisas por esse ângulo, né? Agora, em vez de se achar um nada por causa disso, pense no peso que acaba de sair das suas costas. Pense que, na verdade, esse peso nunca existiu. Não, não está todo mundo o tempo todo levando em conta o que você está fazendo, nem mesmo aquelas pessoas que adoram se meter na vida dos outros (por favor, não seja uma dessas pessoas). Então que tal aproveitar a falta de supervisão e fazer da sua vida o que você quiser?

001

A única pessoa que precisa saber que é capaz de fazer as coisas é você mesmo. O que os outros pensam não é da sua conta: liberte-se dos julgamentos e, principalmente, da necessidade de julgar e ser julgado. Faça o seu melhor sem esperar prêmios por isso. Faça porque é certo. Transcenda seu ego. Seja feliz.

Você deve transcender o seu ego e descobrir o seu verdadeiro ser
O verdadeiro ser é a parte permanente, a parte mais profunda de você
É sábia, amorosa, segura e cheia de alegria
(Brian Weiss)

Pô, deixa um comentário aqui...